Anteriormente, em 'Anatomia da Grey'

Travada

Esse é um ótimo texto para inaugurar essa categoria, diga-se de passagem.
Ao visto, as pessoas gostam mesmo de dar suas opiniões sobre o jeito como eu me comporto. Vamos a isto.

Há algumas semanas, convivi mais de perto com uma pessoa que faz parte do meu dia-a-dia. É alguém que me conhece há certo tempo e que, sempre que tem oportunidade, gosta de dar pitaco sobre quem eu sou, como vivo – e, pasmem -, o que tenho que mudar.

Foram dias cansativos pra mim. Tive que lidar com esse sentimento de wtf, man o tempo inteiro, o que realmente me deixa irritada. Manter a pose em lugares que não me sinto à vontade também entrou na minha listinha de que droga é essa, gente, socorro.

Uma vez eu li na internê que o segredo da paz mundial é cada um cuidar da sua vida, e isso nunca fez tanto sentido pra mim. Num é que é, mesmo? O que leva, amigos, uma pessoa que não tem a menor intimidade com você querer ditar como você deveria ser? Como essa pessoa se sente no direito (quem deu essa liberdade?) de dizer que você é travada demais, e isso não pode acontecer? É realmente muito chocante.

“Você tem que se soltar mais”, “Falar mais”, “Sair mais à noite” (…)

Eu não sou assim.

Eu já tenho o meu jeito e não há nada de errado com ele.

Quando comecei esse texto, muito provavelmente quando aquela semana acabou, eu estava cheia de raiva. Queria escrever vários palavrões sobre como AI MEU DEUS ESTOU PUTA DA VIDA. Hoje, quando resgatei esse post do rascunho, apenas quero usá-lo como aval. Se alguém está lendo esse texto e porventura passando por essa mesma situação, eu digo: não há nada de errado em você falar pouco. Não há nada de errado em não dar risada alto, fingir simpatia, arquitetar alguém que você não é, apenas para que olhem para você e te classifiquem como ‘normal’. Este é um empurrãozinho para você continuar sendo quem você quer ser.

Porém, se você é o tipo de pessoa que fica falando “ai, você não é muito sociável, né? você é muito tímida, tem que parar com isso”, temos um recado pra você, também:

VÁ SE FODER.

“Better to have lost and loved than never to have loved at all.” | 11 Ways To Explain Your Love-Hate Relationship With Spicy Foods
Desculpem o palavreado. Mas não há nada que substitua.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s